VPS, ISEP e Energia Simples desenvolvem projeto NetEffiCity

15.12.2016

 

A Virtual Power Solutions (VPS), a Energia Simples e o Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) juntaram-se em consórcio para desenvolverem e aplicarem o projeto NetEffiCity, Virtual Power Networks Efficient Management.

 

Este projeto “progressista, com abordagens e técnicas inovadoras”, tem como objetivo possibilitar a implementação de um sistema de gestão inteligente e descentralizado de recursos energéticos, adaptado para os consumidores das comunidades locais. Assim, esta iniciativa visa principalmente aumentar, de forma significativa, a eficiência de gestão dos recursos disponíveis, “incluindo recursos de produção distribuída de energia elétrica e a flexibilidade das cargas, através de programas de gestão ativa da procura (“demand response”)”.

 

Cofinanciado pelo Programa Operacional de Competitividade e Internacionalização Portugal 2020 e pela União Europeia, através do FEDER, o NetEffiCity nasce da conjugação da experiência e dos conhecimentos sobre eficiência energética da VPS, líder do consórcio, juntamente com o conhecimento científico do grupo de investigação GECAD do ISEP e com a experiência da Energia Simples no mercado da energia elétrica.

 

Nesta fase, o projeto será apenas implementado “num conjunto restrito de comunidades, nomeadamente em Penela e em Alfândega da Fé, que permitirão validar a eficácia da solução proposta”. Esta iniciativa será acompanhada por atividades de consciencialização dos consumidores, que abordarão diversos temas desde o envolvimento, promoção e implementação de sistemas de medição e de controlo do consumo energético, aos sistemas de consumo inteligentes e a importância da utilização das energias renováveis.

 

Segundo o comunicado de imprensa da Energia Simples, o projeto envolve a implementação de medidas de monitorização energética e ambiental e de soluções de controlo remoto de equipamentos elétricos. Estes dispositivos serão geridos por uma plataforma de software centralizada que terá a seu cargo a aquisição, validação e armazenamento dos dados recolhidos para posterior processamento e aplicação de técnicas de apoio à decisão baseadas em redes neuronais e com “capacidade de aprendizagem”.

 

A plataforma informará os utilizadores sobre os seus perfis de consumo, através de interfaces gráficas especialmente concebidas para as diversas categorias de utilizadores, “de modo a permitir uma utilização mais racional da energia”.

 

Para o fundador da Energia Simples, Manuel Azevedo, “a implementação do NetEffiCity irá permitir às duas empresas posicionarem-se de um modo destacado no mercado, uma vez que este projeto, dada a sua relevância, abordagens e técnicas inovadoras, irá permitir-lhes ganhos de reputação, competitividade e oferta de novos produtos e serviços”.

Please reload